sábado, 17 de abril de 2010

A Verdade Nua e Crua


Sinopse: Abby Richter (Katherine Heigl) é uma produtora de um programa de TV sobre casos amorosos que sempre teve uma vida amorosa complicada. Ela discorda totalmente das idéias sobre romance de seu correspondente Mike Alexander (Gerard Butler), que tenta provar suas teorias sobre relacionamentos e ainda encontrar um amor para ela.




Bem no estilo do filme “Ele não está tão afim de você”. Mike ensina Abby como deve proceder com os homens. Coisa que nós mais ou menos já sabemos (muito embora não colocamos em prática).


-Não os pressione.

- Não parece desesperada.

- Não seja controladora.

Alguma novidade? Não para mim..

Todo mundo sabe que homens odeiam cobranças, marcações serradas... O que eu não entendo muito bem com respeito a estes filmes é o seguinte. A garota faz tudo o que o conselheiro manda. O cara que ela quer se apaixona por uma pseudo-ela e no fim quem se apaixona pela “verdadeira ela” é o conselheiro que a conhece e sabe de todos os seus defeitos, mas gosta dela mesmo assim.

Se você é uma mulher que como eu é romântica e ainda sonha encontrar alguém que goste de você verdadeiramente, você vá ignorar todo o filme e prestar atenção somente nas últimas cenas, que é quando conselheiro e aluna se apaixonam... Tô errada??? kkkkkkkkkkkk

Acho meio piegas esta história de esperar ele ligar, se fazer de difícil... Acho muito trabalhoso este tipo de joguinho amoroso. Se eu estou afim, eu vou ligar (não 873627634 vezes ao dia e nem implorar para que ele saia comigo), eu vou dizer o que quero e pronto! Se não deu, MOVE ON, parto para outra.

Sou muito autêntica... Será que este é um erro meu? Provavelmente, eu deva seguir alguns conselhos do filme, mas ai, cansa tanto minha beleza esta brincadeira de gato e rato! Porque não pode ser mais simples?

É fato que às vezes nós mulheres somos chatas, pegajosas, controladoras e que isso deva ser reduzido a zero se possível. Mas porque eu devo fingir ser uma pessoa que eu não sou?

Os defeitos devem ser amenizados, mas eu prefiro que gostem de mim pelo que eu sou!

Enfim, mas o filme rende boas risadas...

Beijinhos

1 comentários:

Caroline Ferreira e Helisa Falcão disse...

oi KYKA, é a Cá.. eu ja assisti esse filme, nossa muito bacanaaaa mesmo, aliás tudo quanto é de comédia romantica eu ja assisti, acho ilário!!!
realmente rende boas risadas,
seu fds melhorou até agr???
quero ver vc pra cima pq a vida é linda de morrer!
bjo

Postar um comentário

Olá! Obrigada por deixar um comentário para mim. Isso incentiva e alimenta o blog.

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios